Visite: Muscles Revista Digital

OUTRAS DROGAS

LIPOSTABIL (fosfatidilcolina)

A injeção que acaba com gordurinhas

Uma substância inicialmente indicada para prevenir e tratar a formação de coágulos no sangue e a embolia pulmonar está fazendo o maior sucesso nas clínicas de medicina estética e dermatologia: o Lipostabil. Médicos descobriram que este produto, na forma injetável, é eficaz para eliminar as pequenas quantidades de gordura localizada, especialmente no abdômen, no culote, nos joelhos, no pescoço (o queixo duplo) e nas pálpebras inferiores. Mas especialistas alertam que o medicamento não corrige a flacidez e não serve para tratamento da obesidade.
 

 

A dermatologista Rosana Ferreira Gonçalves, especialista em medicina estética, explica que o produto injetado destrói as células gordurosas, quebrando as suas estruturas. O que sobrou é totalmente absorvido, sendo eliminado posteriormente pelo organismo.

— O Lipostabil (ou fosfatidilcolina, o nome genérico) tem um bom efeito quando o objetivo é acabar com a pequena quantidade de gordura localizada. Os melhores resultados ocorrem na região embaixo do umbigo, no culote e na papada, em homens e mulheres. É aquela gordura localizada que não desaparece com a ginástica, mesmo a mais intensa, e as dietas — explica a médica.

É o caso da pedagoga Branda Mendes. Ela conta que tinha excesso de gordura na cintura e outras partes do corpo. Passou por uma lipoaspiração, eliminou a maior parte, mas não gostou do resultado final da cirurgia. E decidiu pelo tratamento com o Lipostabil injetável.

— Fiz um total de seis sessões, inclusive nas costas e no quadril. Agora meu abdômen está liso. É como uma lipoaspiração sem pontos, sem internação. A aplicação é quase indolor e senti apenas leve desconforto no local, que desapareceu em dois dias. Nas áreas de gordura mais resistente tive que fazer mais de uma aplicação. Nas partes mais sensíveis do corpo, a injeção pode incomodar. Mas isso não atrapalha o dia-a-dia em casa ou no trabalho — conta Branda, que pretende repetir o tratamento e recomendou o produto a dez amigas.

Segundo médicos, a aplicação é simples e não requer internação. Depois da assepsia do local, é usada uma pomada anestésica antes da injeção. Cada sessão dura cerca de 20 minutos e pode ser desconfortável em certos casos. Há pacientes que se queixam de coceira, inchaço, queimação e hematomas no local. Mas esses sintomas tendem a sumir em três dias.

— É importante passar por uma avaliação clínica antes do tratamento. Não há contra-indicação específica, mas não se faz em gestantes e crianças. As aplicações são realizadas em intervalos de 15 dias. Por exemplo, no tratamento da gordura abdominal são necessárias, normalmente, seis sessões. No período entre as injeções o paciente usa uma cinta — diz Rosana.

Na papada, os efeitos são bons, segundo a dermatologista. Mas a flacidez permanece. A duração do resultado do Lipostabil dependerá do estilo de vida de cada paciente. A dermatologista Tatiane Kitamura, especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e médica da Fisiobelle, indica o Lipostabil em casos específicos. Os resultados, segundo ela, podem ser frustrantes se o medicamento for aplicado por pessoas não treinadas.

— É preciso saber se a pessoa é alérgica ao produto. E a aplicação para retirada de gordura sob os olhos pode ser perigosa. É preciso saber o limite e o médico deve explicar ao paciente quando o caso requer a cirurgia plástica — afirma Tatiane.

Apesar das restrições, a médica diz que nenhum dos seus pacientes apresentou reações adversas ao produto:

— Com duas ou três aplicações já se percebe a ação da substância, principalmente quando se trata de culote.

O cirurgião plástico Noel Lima, membro da American Academy of Facial Plastic and Reconstructive Surgery, faz restrições ao produto. Ele diz que o medicamento realmente apresenta bons resultados, mas ainda não foi totalmente liberado para tratamentos da medicina estética.

— Trata-se de uma enzima usada durante anos para prevenir o aparecimento de trombos. Mas para uso estético ainda não há estudos científicos conclusivos — alerta o cirurgião plástico.

Ele lembra que em congressos científicos o Lipostabil tem feito muito sucesso, mas é preciso cuidado na hora de optar por esse tratamento:

— Para eliminar pequena quantidade de gordura localizada, o Lipostabil parece não causar danos. Mas, com certeza, não faz milagre.

Os prós e os contras do medicamento

ALERGIA: Com exceção de gestantes e crianças, não há contra-indicações para o Lipostabil. Mas a consulta prévia com o clínico ou o dermatologista é essencial para saber se não há reação alérgica ao produto. A diarréia é um dos efeitos indesejáveis.

DORES: Alguns pacientes que se queixam de coceira, inchaço, queimação e hematomas. Às vezes, o médico receita analgésicos para aliviar as dores nos três primeiros dias após as aplicações. O uso de cinta ajuda a obter melhores resultados.

PREÇOS: Em clínicas e consultórios de dermatologia, uma aplicação custa de R$ 180 a R$ 300. Dependendo da área tratada, o número varia de seis a oito sessões, em intervalos de 15 dias.
 

 

EXPERIÊNCIA: Os médicos alertam que é preciso procurar profissionais com experiência comprovada no uso da substância. A aplicação é rápida, mas desconfortável. E feita por curiosos pode deixar vãos que necessitam de injeção de gordura.

‘PNEUS’: A maioria dos pacientes ainda é formada por mulheres. Mas os homens já descobriram os benefícios do tratamento. Segundo a dermatologista Rosana Gonçalves, o que eles mais buscam é acabar com a gordura localizada na cintura (os pneus). Mas há quem diga que o Lipostabil reduz até seis centímetros das medidas. As mulheres se preocupam mais com a barriguinha, que resiste a sessões de abdominais. A dermatologista Tatiane Kitamura diz que, em cinturas com perímetro acima de dez centímetros, é difícil ter bons resultados.

 

 

ARTIGO ESCRITO POR:
Antônio Marinho

O Globo online - Edição, 19 de Agosto de 2001